Quem somos 

O Centro de Estudos de Migrações Internacionais (CEMI) foi fundado em 1996 por iniciativa de professores do Departamento de Antropologia, do Departamento de Sociologia e do Departamento de História do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas, tendo como preocupação central o estudo comparativo de migrações internacionais. Em suas primeiras duas décadas de existência, contando com uma ampla rede de colaboração entre universidades e centros de pesquisa no Brasil e no exterior e apostando numa perspectiva interdisciplinar, o CEMI explorou as seguintes linhas de investigação: Nação e Diáspora; Fronteiras e Fluxos Internacionais; Mobilidades e Redes Transoceânicas; Espaço e Poder; Modernidade, Direito e Interação Democrática.

Na atualidade, o CEMI reúne pesquisadores (entre docentes e discentes) de diversas áreas do conhecimento (antropologia, história, sociologia, crítica literária, artes), vinculados a diferentes unidades da Unicamp e outras instituições no Brasil e no exterior. Suas atividades de pesquisa estão organizadas em torno das seguintes linhas:

1.Desloca(migra)mentos
2.Fronteiras e crises
3.Segurança e crime transnacional

O CEMI sempre se caracterizou por promover pesquisas em diferentes contextos nacionais. Na atualidade, temos pesquisas em curso nos seguintes países: África do Sul, Angola, Argentina, Bósnia-Herzegóvina, Brasil, Guiné-Bissau, Haiti, Índia (Goa), Itália, Israel, Moçambique, Namíbia, Palestina, República Democrática do Congo, República Dominicana, República Tcheca, Senegal, Tanzânia, Timor Oriental, Sérvia e Zimbábue.